Caros colegas. Ilustres colaboradores.

O ano de 2020 apressa-se a chegar ao fim, fazendo cumprir a lógica do tempo, contra o qual nada podemos fazer, apenas o balanço do somatório dos passos que marcamos nas nossas vidas pessoais e na vida das organizações em que estamos socialmente enquadrados.

Para todos, 2020 ficará marcado como um dos anos mais difíceis da História da humanidade, motivada pelo surgimento nos seus primeiros meses da pandemia da Covid-19, uma enfermidade que a todos atingiu de uma ou de outra maneira. Pelo que reza a História, nunca a existência do ser humano esteve tão marcada pela incerteza, com um número de mortes ainda por calcular e danos económicos e sociais não superáveis em menos de uma década, até pelas nações mais poderosas do mundo.  

No que toca a nossa Empresa, os Correios de Angola, não obstante todas as vicissitudes, conseguimos até agora resistir, garantindo a manutenção de milhares de postos de trabalho e o consequente sustento de um grande número de famílias angolanas. Tudo isso, foi graças ao esforço de cada um de nós, funcionários e responsáveis, sob a mais alta Direcção dos mandatários máximos do Ministério das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social. Foi necessária uma capacidade de resistência e reinvenção, para que o objectivo do nosso trabalho que visa unir pessoas e famílias nas mais diferentes latitudes do mundo, não redundasse em fracasso.  

Esse esforço conjunto que nos fez resistir e chegar até aqui, será o mesmo a que vamos continuar a apelar para que se mantenha, até ao fim da pandemia, cuja data ou período continua por determinar, não obstante os grandes avanços proporcionados pela indústria farmacêutica mundial, que teve a proeza de testar com êxito algumas vacinas que já foram postas a disposição do mercado.  

Caros colegas, ilustres colaboradores, como já é tradicional entre nós, a presente época representa o momento da união das nossas famílias, da fraternidade, da solidariedade e do abraço não apenas físico, mas sobretudo emocional. Pela primeira vez nas nossas vidas, desde que esses valores foram incorporados, seremos obrigados a manter o distanciamento físico ditado pelo Executivo com vista a combater esta terrível doença.

Nunca na nossa História fomos obrigados a estar tão afastados em prol do bem maior chamado vida, pelo que apelamos a todos a cumprirem escrupulosamente as medidas de distanciamento físico orientadas pelo Executivo, para que possamos continuar juntos em 2021 e nos anos que se seguem.




Por este meio desejamos um natal feliz e que 2021 seja um ano de muita esperança e da renovação do nosso sonho em relação ao futuro.

Saúde e paz para todos.
Os melhores votos de festas felizes.

Correios de Angola
Tudo por si